Sorriso é destaque no Jornal Nacional, da Rede Globo, pela previsão de safra de soja histórica mesmo com pouca chuva

(66) 9 9982-8122


NOTÍCIAS

Sorriso é destaque no Jornal Nacional, da Rede Globo, pela previsão de safra de soja histórica mesmo com pouca chuva

REDE GLOBO   

16 de Outubro de 2020 as 22:37

REDE GLOBO

Pouca chuva atrasou o plantio da soja no Brasil, mas, mesmo assim, a previsão é de mais uma safra histórica.

O campo vazio é um sinal de alerta. O Aillon já está com tudo preparado para o plantio da soja. Mas se não tem chuva... “Uma plantadeira, você largar em um chão duro desse aí, seco. É um investimento totalmente acho que perdido. O jeito é esperar a chuva”, Aillon Klasener, produtor rural.

A largada para o plantio da soja no país foi há um mês. Mas em Mato Grosso, estado que prevê a maior produção do país, não choveu o suficiente até agora.

“São poucas lavouras que começaram os trabalhos de semeadura para a próxima safra. As chuvas ocorreram de cinco a trinta milímetros, mas a chuva de maior intensidade foi em poucos locais”, diz Emerson Zancanaro, presidente Sindicato Rural Nova Mutum.

“Nessa mesma data do ano passado, já estávamos com 20% da área plantada. Esse ano a gente nem iniciou o plantio por esse atraso da chuva. E isso vai acarretar muito prejuízos para nós futuros”, afirma Alexandre Falchetti, produtor rural.

A soja leva até 120 dias em média para ser colhida. Quanto mais o produtor espera para plantar, mais esforço ele vai ter que fazer para colher e enviar para o comprador. E muitos contratos já vencem entre janeiro e fevereiro.

Mesmo enfrentando problemas com o tempo, a estimativa é que o país tenha mais uma supersafra histórica de soja, atingindo 133 milhões de toneladas, e com preço recorde. O impulso vem do mercado externo, principalmente a China, que comprou, só em 2020, mais de 70% da soja exportada.

“Hoje nós consumimos no mundo em torno de um milhão de toneladas, seja para alimentação humana ou para criações como o boi, o gado e o suíno”, avalia João Birkhan, consultor de grãos.

Em uma fazenda, o plantio já começou em uma área irrigada e a expectativa é positiva.

“A gente busca uma melhora na produtividade, visto que os preços estão melhores esse ano também, então é o momento de se aproveitar, de se ter uma safra muito bem feita, colher bem para tentar vender um pouco melhor e ter um pouco mais de renda”, diz Elias Belé, agrônomo da fazenda.

 


 



© 2019 - JK Notícias - Todos os Direitos Reservados