Cuiabá: Cleiton coloca faixa com pedido para Carlos Bruno e faixa chama atenção em avenida

(66) 9 9982-8122


NOTÍCIAS / Policia

Cuiabá: Cleiton coloca faixa com pedido para Carlos Bruno e faixa chama atenção em avenida

O LIVRE   

07 de Novembro de 2019 as 22:04

O LIVRE

A faixa apareceu, literalmente, da noite para o dia e causou uma verdadeiro buxixo na região do Coxipó, em Cuiabá. Todos querem saber quem é Carlos Bruno, Erica e Cleiton.

Presa na estrutura da passarela de pedestres da avenida Fernando Corrêa da Costa, nas proximidades do Supermercado Paulista, ela carrega os dizeres: “Carlos Bruno, não se case com a Érica. Só quem pode te fazer feliz sou eu. Ass: Cleiton”.

O comerciante Robson Elias conta que a instalação foi na noite de uma sexta-feira. No sábado pela manhã, a foto já tinha chegado às redes sociais. Ficou famosa e até virou ponto de referência para os clientes.

“Eles perguntam se a empresa é embaixo da faixa do Carlos Bruno e, quando chegam aqui, perguntam se sou eu”, ele diz aos risos.

Entre os clientes, relata Elias, existem os que acham engraçada a sai justa do triângulo amoroso (ou quem sabe amor platônico). Outros ficam triste por imaginar que alguém sairá perdendo.

Afinal de conta, pelo pedido contido na faixa, Carlos Bruno terá que decidir.

“Eu acho que ele está em dúvida, mas gostou da surpresa. Pensa comigo: a faixa foi colocada na sexta e, se ele quisesse, tinha retirado”, pressupõe o comerciante.

Um ato de romantismo

O pintor de faixas Milton Farias diz que o número de clientes que fazem faixas para os parceiros diminuiu. Ele acredita que isso aconteceu devido ao fim do romantismo.

“Antes, as pessoas queriam agradar o amado com um parabéns no aniversário ou umas palavras de amor. Agora, é muito difícil. A vida é toda no zap-zap (Whatsapp)”.

Farias lembra que tinha clientes que pagavam um extra para que a faixa fosse colocada antes das 5h. Eles queriam que a pessoa visse bem cedinho, antes de sair de casa.

“O melhor lugar era na frente da casa da pessoa. Eu mesmo, fiz muita faixa para namoradas minhas e todas gostavam muito”.

Situações constrangedoras

Segundo o profissional, o trabalho nem sempre é fácil. Ele já passou várias situações constrangedoras, como colocar faixas de amantes para pessoas casadas sem saber.

“Hoje eu não coloco mais. Apenas faço. Uma vez eu instalei a faixa e apareceu o homem e a mulher dele. Em seguida, começou um ‘arranca rabo’ e acabou com a chegada da polícia”.

Por esse motivo, ele aconselha os demais profissionais a pesquisarem bem qual a relação do homenageado com o cliente. Assim, é possível evitar cenas embaraçosas e até constrangedoras.

Quem será Cleiton? Quem será Carlos Bruno?

Telefone do Plantão e Zap do JK para sugestões de reportagem ou algum flagrante (66) 99982-8122.

 

Unidade abre as portas no sábado, dia 16 de novembro, às 10h

Sorriso: Havan chega ao município investindo R$ 25 milhões



© 2019 - JK Notícias - Todos os Direitos Reservados