Sorriso: Justiça determina afastamento de policiais suspeitos de atirar em mulher que estava sentada em banco

(66) 9 9982-8122


NOTÍCIAS

Sorriso: Justiça determina afastamento de policiais suspeitos de atirar em mulher que estava sentada em banco

G1MT   

11 de Fevereiro de 2020 as 23:42

JKNOTICIAS

A Justiça determinou o afastamento dos policiais militares Weberth Batista Ribeiro e Ezio Souza Dias, ambos de 30 anos, suspeitos de atirarem em Elizangela Moraes no dia 17 de janeiro, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá. A decisão é do juiz Valter Fabrício Simioni da Silva, da 4ª Vara Cível de Sorriso e foi proferida nesta terça-feira (11).

O pedido foi feito pelo Ministério Público Estadual (MPE), que argumentou que “as condutas dos requeridos configuram ato de improbidade administrativa e ferem os deveres e princípios de honestidade, moralidade e legalidade, especialmente por serem os réus Policiais Militares, atividade esta que se destina justamente a garantir segurança à população”.

Um vídeo gravado por uma câmera de segurança mostra os dois policiais atirando contra a vítima, que estava sentada em um banco com o namorado dela. As imagens contrapõem a versão que consta no boletim de ocorrência.

O documento trazia a informação de que os militares se envolveram em uma confusão em um bar e efetuaram disparos, atingindo Elizangela Moraes, que estava do lado de fora do estabelecimento.

No vídeo, os dois policiais aparecem virando a esquina de uma rua e, ao passar pelo casal que está sentado em um banco público, apontam as armas para as vítimas. Um deles volta e agride a mulher. Nisso, o outro também retorna e atira contra a vítima, que cai no chão.

A mulher atingida pelos disparos foi socorrida e levada ao Hospital Regional de Socorro.

Eles foram presos horas depois do crime. Um deles foi preso na casa da mãe e outro no alojamento do 12º Batalhão da Polícia Militar.

A conduta deles é apurada pela Corregedoria da Polícia Militar.

A PM informou que vão ser instaurados dois procedimentos para apurar o caso.

Veja a nota na íntegra:

A Corregedoria Geral da Polícia Militar informa que embasados das novas informações levantadas e das imagens que chegaram ao conhecimento da PM deverão ser instaurados dois procedimentos relacionados à ocorrência registrada em Sorriso (420 km de Cuiabá) na noite de sexta-feira (17.01), envolvendo dois soldados, na qual um homem foi agredido e uma mulher ferida a tiros na cabeça.

Diante da gravidade dos fatos, os procedimentos a serem instaurados deverão ser de natureza demissória fins avaliarem a permanência de ambos nas fileiras da Instituição.

A Corregedoria reforça que a prisão em flagrante dos dois soldados assim como apreensão da arma usada foram efetuadas pela Polícia Militar em ação coordenada pelo comandante da unidade local, assim como a entrega deles na Delegacia de Polícia Civil para que pudessem ser autuados em flagrante delito de crime comum. Os dois policiais estavam em horário de folga, não no exercício da atividade policial.

 



© 2019 - JK Notícias - Todos os Direitos Reservados