Justiça concede liberdade a produtor rural sorrisense acusado de agredir namorada; Ele já teve outros problemas com a justiça

(66) 9 9982-8122


NOTÍCIAS

Justiça concede liberdade a produtor rural sorrisense acusado de agredir namorada; Ele já teve outros problemas com a justiça

Olhar Direto com JKNOTICIAS   

25 de Janeiro de 2021 as 13:14

REDE SOCIAL

A Justiça Estadual converteu em medidas cautelares a prisão aplicada em face do produtor rural Nedio Risieri Germiniani, flagrado agredindo sua companheira em um resort na região do lago do Manso. Decisão foi estabelecida pelo juiz plantonista, Geraldo Fidelis.


A detenção foi substituída pela entrega de um botão do pânico à vítima e uso de tornozeleira eletrônica por parte do suspeito. Nédio está proibido de aproximar-se da vítima, de seus familiares e das testemunhas. A distância mínima é de 250 metros.
 
O agressor também está proibido de manter qualquer tipo de contato e de frequentar a residência da ofendida e de seus familiares.
 
De acordo com informações da Polícia Civil, o suspeito e sua filha foram presos pela Polícia Militar por volta das 6h34 de sábado (23). O homem foi autuado em flagrante pela Lei Maria da Penha e a filha dele por tentar impedir o trabalho dos militares. A jovem foi solta logo depois.

Nas redes sociais, Nédio já compartilhou diversas fotos dele com os filhos e a namorada. O casal estaria junto desde maio de 2020. A vítima disse em seu perfil que irá à delegacia nesta segunda-feira (25) novamente e afirmou que ainda divulgará mais detalhes do ocorrido.

m setembro de 2018, o produtor rural foi acusado de agredir a própria filha, então com 19 anos, além de ter ameaçado com uma arma de fogo o segurança do condomínio onde mora. Na ocasião, ele também foi acusado de furtar energia elétrica da concessionária.

Outras ex-companheiras também já denunciaram agressões por parte do produtor rural, mas por se tratar de uma pessoa de alto poder aquisitivo, nada de mais relevante aconteceu contra ele.

ASSISTA AO VÍDEO DA AGRESSÃO

A VÍTIMA

Por meio de suas redes sociais, a jovem agredida denunciou o crime, conclamou outras mulheres a denunciarem seus casos de agressão física e psicológica. “Não deixe chegar ao extremo, amanhã você pode estar morta”, alertou a estudante.

Ela também agradeceu às inúmeras mensagens de apoio que tem recebido e deixa claro que não pretende deixar passar em branco as agressões que recebeu, levando adiante o caso na polícia.



© 2019 - JK Notícias - Todos os Direitos Reservados