Plantão
Educação e Esporte

Sorriso: Cerca de 800 atletas participam dos Jogos das Crianças

Publicado dia 02/10/2018 às 09h27min | Atualizado dia 02/10/2018 às 10h10min
Os jogos serão nas modalidades de basquete, futsal, voleibol, handebol e tênis de mesa, das 7h às 11h, e das 13 às 17h.

Cerca de 800 atletas de Sorriso reuniram-se nesta manhã (1º) para a abertura dos Jogos das Crianças, realizado pela Prefeitura de Sorriso, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. Ao todo, 23 escolas municipais, estaduais e particulares participam das competições, que envolvem crianças de oito a 12 anos.

“Esta categoria infanto-juvenil é o início de tudo na vida escolar e esportiva. É agora que temos que incentivar essas crianças, por meio do trabalho dos professores de educação física. É nessa faixa etária que despontam os destaques de cada modalidade, que vem para as seleções e que, amanhã ou depois, estarão representando Sorriso, o Estado e até o Brasil nas competições”, ressalta o secretário de Esporte e Lazer, Junior Brandão.

Os jogos serão nas modalidades de basquete, futsal, voleibol, handebol e tênis de mesa, das 7h às 11h, e das 13 às 17h.  As competições serão realizadas nos ginásios Domingão, Flor do Cerrado e Fermino Maleski, e na quadra da Escola Ivete de Lourdes Arenhadt.

A secretária de Educação de Cultura, Lucia Drechsler, destaca a importância da prática esportiva na educação das crianças e adolescentes.  “Precisamos fomentar a prática esportiva, melhorando a saúde e a disciplina dos futuros atletas. O esporte influencia diretamente o trabalho nas salas de aula, por trabalhar regras, normas, respeito, disciplina e os ensina a saber ganhar e perder”, pontua.

Segundo o prefeito Ari Lafin, a Administração Municipal investe no esporte visando o futuro das crianças e jovens de Sorriso. “O esporte é uma porta de entrada para uma vida mais saudável. Nosso objetivo é ter sempre atividades voltadas as praticas sadias. Hoje são 800 atletas nesse evento bacana, que os faz com que eles possam ter além do ensino em sala de aula, um incentivo a mais e uma possibilidade de futuro dentro do esporte”, enfatiza Lafin.

Fonte: Assessoria