Plantão
Educação e Esporte

Vera: Secretaria de Educação, realizou à III CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Publicado dia 02/10/2018 às 15h00min | Atualizado dia 03/10/2018 às 09h31min
O objetivo da III Conferência Municipal da Educação do Plano Municipal de Educação foi a apresentação das Notas Técnicas, elaboradas através de estudos durante o ano de 2016

A Administração Municipal através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto do município de Vera/Mato Grosso e o Fórum Municipal de Educação em parceria com os Sistemas e Redes de Ensino, com os Órgãos Educacionais, com a Câmara Municipal e com a Sociedade Civil Organizada, estabelece compromissos educacionais mútuos, num processo que culminou com a realização, no dia 28  de setembro de 2018, da III Conferência Municipal de Educação – PME/2015-2024.

O objetivo da III Conferência Municipal da Educação do Plano Municipal de Educação foi a apresentação das Notas Técnicas, elaboradas através de estudos durante o ano de 2016, referentes ao texto base do Plano Municipal de Educação bem como a aprovação do documento.

A gestora da pasta Cecília Gabriela Moraes destacou a importância desse momento de estudo e reflexão de acordo com o Plano Nacional de Educação, houve poucos avanços e cabe a nós, sociedade democrática atuarmos de maneira responsável e participativa na elaboração do nosso Plano Municipal de Educação.

Estiveram presentes os representantes das instituições com seus respectivos membros:

I. Secretária Municipal de Educação: Cecília Gabriela Moraes.

II. Um funcionário da Secretaria Municipal de Educação: Alessandra Paruci Félix Pereira.

III. Um representante da Secretaria Municipal de Finanças ou Administração: Suellen Karina de  Lima Vicente.

IV. Um representante dos professores da Rede Municipal de Ensino Fundamental: Célia Batista dos Reis.

V. Um representante dos professores da Rede Municipal de Educação Infantil: Eliana Claudia Barrientos Vaz Antonio.

VI. Um representante dos professores da Rede Municipal da Educação do Campo: Gilvani Luzia dos Santos.

VII. Um representante dos professores da Rede Estadual da Educação dos Jovens e Adultos: Tiliana Norma Billig de Pádua Alves.

VIII. Um representante dos professores da Rede Estadual de Ensino Médio: Lúcia Silvério.

IX. Um representante dos professores da Rede Estadual do Ensino Fundamental: Vilma Geska Fernandes.

X. Um representante dos Gestores Municipais: Jussana Braganholo.

XI. Um representante dos Gestor da Rede Estadual: Tcharles Schneider.

XII. Um representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Vera: Tainara Tais Ficagna.

XIII. Um representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vera: Eder Alves Pereira.

XIV. Um representante do Sindicatos dos Profissionais da Educação/ SINTEP: Julio César Rossetto.

XV. Um representante dos alunos da Rede Estadual: Larissa Rodrigues dos Santos.

XVI. Um representante dos pais do CDCE da Rede Municipal: Rozene Felisbino dos Anjos.

XVII. Um representante dos pais do CDCE da Rede Estadual: Ivone Giradi.

XVIII. Um representante do Conselho Municipal de Educação: Ivone da Silva Alves.

XIX. Um representante do Conselho da Alimentação Escolar/ CAE: Zenir Aparecida Carvalho Mendonça.

XX. Um representante do FUNDEB: Vadirene Caminatti Araujo.

XXI. Um representante dos profissionais da Rede Particular de Ensino: Volmar Antonio Giongo.

XXII. Um representante da Instituição de Educação Superior: Giovana Garcia Dassi Boeing.

XXIII. Um representante do Conselho Tutelar de Vera: Solange Pena Fiel.

XXIV. Um representante da Secretaria Municipal de Assistência Social: Maykelli Rodrigues Begnini.

XXV. Um representante da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores: Adalto de Souza.

XXVI. Um representante do Rotary Club de Vera: Josmane Teresinha Marocco.

XXVII. Um representante do PAR: Sandra Valquiria da Silva.

XXVIII. Um representante da Secretaria Municipal de saúde: Marines Pereira Madruga.

A coordenadora Pedagógica da SMECD Alessandra Paruci reforçou que "A construção de um Plano Municipal de Educação significa um grande avanço por se tratar de um plano de Estado e não somente de um plano de governo. Nesse prisma, traz a superação de uma prática tão comum na educação brasileira: a descontinuidade que acontece em cada governo, recomeçar a história da educação, desconsiderando as boas políticas educacionais por não ser de sua iniciativa. Com um plano com força de lei, respeitado por todos os dirigentes municipais, resgata-se o sentido da continuidade das políticas públicas."

Fonte: Assessoria