Plantão
Justiça

M: TRE aprova registro de candidatura para Mauro Savi concorrer a vaga na assebléia

Publicado dia 17/09/2018 às 14h25min | Atualizado dia 18/09/2018 às 16h40min
Ele ficou preso 105 dias no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC).

O juiz Ricardo Gomes de Almeida, do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), deferiu o registro de candidatura do deputado estadual Mauro Savi (DEM) que tenta a reeleição.

O deputado, que recém-saiu da cadeia, é réu no processo da Operação Bereré, na qual é apontado como líder de eesquema que teria desviado cerca de R$ 30 milhões do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Ele ficou preso 105 dias no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC).

O juiz eleitoral seguiu o parecer da procuradora regional Eleitoral, Cristina Nascimento de Melo, favorável à candidatura. Na decisão, ele ainda pontou que "inexiste contra ele qualquer condenação criminal, e que o mesmo possui domicílio eleitoral e filiação partidária condizente com a legislação em vigor".

Mauro Savi conseguiu registrar sua candidatura após renúncia do empresário Jeremias do Prado dos Santos.

Fonte: Repórter MT