Plantão
Trânsito

Recém-habilitada pede paciência a motoristas com bilhete:

Publicado dia 24/09/2018 às 16h17min | Atualizado dia 25/09/2018 às 13h09min
CNH chegou há menos de 1 mês e não tirou medo e pressão na hora de encarar motoristas em MS. Após bilhete, menina fala que motoristas estão sendo gentis.

Os 18 anos trouxeram muitas responsabilidades e direitos para a estudante Izadora Freitas, de 18 anos, entre eles o de obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O documento, no entanto, não tirou o medo e a "pressão" na hora de encarar os motoristas de Campo Grande. A ideia então foi colocar um bilhete na traseira do carro e ver muitos passarem de "grosseiros a gentis no trânsito".

"Eu peguei o documento no início deste mês, dia 2 de setembro. Na mesma data, peguei o carro e muitos motoristas ficaram buzinando atrás e eu afogava o carro. Então, fui lá e coloquei o bilhete. A questão é que eu nunca tinha dirigido antes, a 1ª vez foi no Detran [Departamento Estadual de Trânsito], o que me fez sentir uma diferença muito grande entre o carro da autoescola e o meu", afirmou ao G1 a estudante.

A irmã da estudante, Letícia Freitas, diz que divide o carro com ela e presenciou os transtornos na hora de dirigir. "Nós duas estamos fazendo faculdade de Direito, eu no 8° semestre e ela no 2°, então a gente vai junto pra faculdade. Antes do bilhete, muitos motoristas xingavam e ela ficava muito nervosa, principalmente em subidas. Agora, até quando eu estou sozinha param do lado e falam que a iniciativa é legal, esperam a gente sair e eu conto a história da minha irmã", disse.

Ainda conforme Freitas, a irmã "já está pegando a prática". "Tem gente que critica falando que mal tirou habilitação e já tem carro. Só que ela não responde nada não. Ela respira e continua dirigindo devagar. Agora, ela já está saindo sozinha, mais confiante e somente tirou o bilhete esses dias, porque estava chovendo. Depois, foi lá e colocou de novo", finalizou.

Fonte: Portal G1