Sorriso: Apaixonado por tratores, produtor rural, Nelson Bedin, monta o próprio museu em sua fazenda
Fonte: G1MT
21 de Agosto de 2021 as 13:47
Sorriso: Apaixonado por tratores, produtor rural, Nelson Bedin, monta o próprio museu em sua fazenda
G1MT

O produtor Rural Nelso Bedin, que mora em Sorriso (MT), é apaixonado por tratores desde criança. Agora, ele decidiu montar o próprio museu na fazenda dele. A coleção completa tem em torno de 60 veículos.

Em 1979 ele se mudou de Renascença, no Paraná, para Mato Grosso.

Nelso veio para o estado com um trator, uma colheitadeira e um arado de boi e depois foi adquirindo outras máquinas. Com isso, ele se tornou colecionador de tratores e outras máquinas.

O primeiro espaço onde começou a guardar os equipamentos foi em barracão provisório até finalizar a construção de outro exclusivo para guardar as máquinas.

"Tudo começou em uma coberta de barracão, fui comprando aos poucos. Os que apareciam fui comprando e guardando. Isso faz uns cinco, seis anos atrás e os equipamentos foram para o outro barracão depois de construído", contou.A coleção é feita com mais de 60 máquinas que ficam em um barracão com cobertura térmica — Foto: TVCA/Reprodução

A coleção é feita com mais de 60 máquinas que ficam em um barracão com cobertura térmica — Foto: TVCA/Reprodução

A coleção completa tem em torno de 60 tratores, mas no espaço, cabem mais de 70 máquinas. O novo barracão tem cobertura e parede térmica para ficar bem arejado e as pessoas visitarem e até mesmo para as próprias máquinas.

Ele possui tratores de 1975, quando começou a plantar ainda no Paraná, semeadeiras de 1985, arado puxado a trator, arado de boi, carroça, trilhadeira, e vários equipamentos antigos.Máquinas modernas foram adquiridas com o tempo para fazer parte da coleção de Nelso — Foto: TVCA/Reprodução

Máquinas modernas foram adquiridas com o tempo para fazer parte da coleção de Nelso — Foto: TVCA/Reprodução

Mesmo com o museu, Nelso comprou novas máquinas para equipar o espaço.

"Em uma máquina você só aciona um botão e anda mais ou anda menos, tem muito conforto. Não tem nem como comparar com a minha época que era tudo no sol, sem ar condicionado, sem nada. Hoje em uma máquina é praticamente estar dentro de uma casa, tem tudo", disse.

De acordo com Nelso, as portas do museu estão abertas para quem tiver curiosidade e quiser visitar o espaço.