Hora Certa
MT: Dos 5 acusados pelo assassinato da jovem de MT após 'gesto inocente' no TikTok, apenas um está preso
Fonte: G1MT
24 de Maio de 2022 as 20:56
MT: Dos 5 acusados pelo assassinato da jovem de MT após 'gesto inocente' no TikTok, apenas um está preso
REDE SOCIAL

Dos cinco indiciados pelo assassinato da jovem Ellen Nascimento da Silva, de 21 anos, apenas um está preso, sendo que dois estão foragidos e os outros dois respondem em liberdade, de acordo com a Polícia Civil.

O crime ocorreu em abril deste ano, em Brasnorte, a 580 km de Cuiabá. Os jovens se irritaram com um 'gesto sutil' que Ellen havia feito em um vídeo no TikTok. De acordo com a promotoria de Justiça, o gesto fazia alusão à uma facção rival à deles.

O g1 tenta localizar a defesa dos acusados.

Segundo a Polícia Civil, o indiciado Erick Vinicius Colen Félix é o único preso até o momento. Já os outros colegas do grupo, Ryan Aparecido Correa da Silva e Ueslen Gonçalves Barros, estão foragidos e a polícia segue à procura deles.

Ueslen Gonçalves, à esquerda, e Ryan Aparecido, à direita, seguem foragidos — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Ueslen Gonçalves, à esquerda, e Ryan Aparecido, à direita, seguem foragidos — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Os outros dois integrantes também foram denunciados, mas não tiveram a prisão decretada por terem colaborado com a investigação, segundo a polícia. Eles respondem ao processo em liberdade.

Entenda o caso

Ellen saiu de casa no dia 19 de abril deste ano. Ela tinha dito à mãe que iria na casa de um amigo, mas, desde então, não tinha sido mais vista. Segundo a mãe, Ellen estava com o celular, porém, não chegou de comunicar ninguém.

De acordo com o delegado responsável pelo caso no município, Eric Marcio Fantin, Ellen foi levada pelo grupo até uma zona rural e a executaram lá, segundo apontaram as investigações da polícia.

A família de Ellen comunicou a polícia do desaparecimento dela por um tempo até que encontraram o corpo dela, com as mãos amarradas e com marcas de tiros no corpo.

Segundo a polícia, a jovem disse que queria viajar e estava com a mala pronta em casa, porém, havia desistido da ideia no caminho.

Segundo o delegado, um dia antes do assassinato, ela havia feito um vídeo no TikTok em que fez um 'gesto sutil', com alusão à facção rival do grupo de jovens com quem ela estava mantendo contato. Eles não gostaram e resolveram fazer um 'salve'.

A polícia segue a procura dos dois foragidos pelo homicídio.