Hora Certa
Delegado-geral da PJC anuncia aumento de efetivo para Sorriso
Fonte: ASSESSORIA
19 de Maio de 2022 as 18:32
Delegado-geral da PJC anuncia aumento de efetivo para Sorriso
ASSESSORIA

Integrantes do Gabinete de Gestão Integrada visitaram a obra da nova delegacia

A Delegacia da Polícia Judiciária Civil de Sorriso (PJC) deve ter um acréscimo de 20 novos servidores após a conclusão de todo processo seletivo que está em andamento no Estado. O aumento do efetivo foi anunciado pelo delegado-geral da PJC, Mário Dermeval, que participou, nesta quinta-feira (19 de maio), da reunião do Gabinete de Gestão Integrada (GGI). Se o número é suficiente? O próprio gestor da PJC afirma que não, mas que, gradativamente, o Estado deve ir equalizando os efetivos de regionais mais deficitárias em número de pessoal, caso da regional de Sinop, onde Sorriso se enquadra.

Números da PJC

Dermeval ilustrou ainda que, enquanto há cidades em Mato Grosso que têm dois policiais civis para cada grupo de mil habitantes, em Sorriso essa proporção é de 0,45 por mil. Junto com o delegado-geral, também integraram a reunião o diretor de Interior da PJC, Walfrido do Nascimento, e o delegado-regional de Sinop, Carlos Eduardo dos Santos.

E Walfrido justamente ajudou a “dar alma” aos números, ao reforçar que, mesmo diante de um dos menores efetivos per capita do Estado, há muitos pontos positivos de Sorriso que não se verificam em outras unidadades. “Nem sempre os locais com mais efetivo têm mais produtividade”, comentou, reforçando que esta é uma questão que requer análises mais profundas.

Nova Delegacia

Além do anúncio de mais gente para atuar na delegacia, Dermeval também afirmou que todo o mobiliário, assim como demais equipamentos, para equipar a nova delegacia da PJC já está garantindo. Os integrantes do gabinete aproveitaram a vinda do representante estadual para conferir o andamento da obra, que foi viabilizada por meio da parceria entre a Prefeitura e o Ministério Público Estadual (MPE).  

O projeto arquitetônico que foi elaborado pela equipe técnica da Secretaria da Cidade (Semcid), conta com três módulos. No total, serão 1.150 m² que abrigarão os serviços ordinários e especializados de investigação policial. A primeira etapa já está concluída e a obra está sendo continuada por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), em que uma empresa assumiu, perante o Ministério Público do Estado (MPE), a obrigação de concluir o empreendimento.

Na primeira etapa da obra foram investidos R$ 1.261.321,27, sendo que parte deste montante foi viabilizada por meio de uma compensação ambiental, em que cerca de R$ 900 mil foram destinados para a obra da delegacia e investimentos em saúde. Já em recursos próprios municiais, foi investido o montante de 357.639,52.  A expectativa é que, em 2023, o novo prédio já esteja em funcionamento.

Núcleo de Atendimento à Mulher

Entre os serviços que serão ofertados no novo espaço, está o Núcleo de Atendimento à Violência Doméstica, que contará com acesso independente, o que deve propiciar mais segurança e privacidade às mulheres vítimas de violência doméstica.

“Reduzir os índices de violência doméstica tem sido um desafio e seguimos focados em, se não acabar com esta prática, o que é nosso sonho, reduzir consideravelmente estas ocorrências”, destacou a secretária de Assistência Social, e primeira-dama do Município, Jucélia Ferro, lembrando que, ainda em 2017, deu início às articulações, junto a demais instituições, para a instalação de um Núcleo de Atendimento à Mulher na PJC.

A ação também nasceu, foi acalentada e implantada por meio do GGI. “Ainda está muito longe do ideal, mas o esforço é grande para que, em rede, possamos reduzir esses índices e evitar que lares sejam cenários de crimes de agressão e até morte”, complementou.

Ações Articuladas

Fazer do GGI um celeiro de resultados efetivos tem sido meta de todos os integrantes do colegiado, que conta com representantes de instituições ligadas às forças de Segurança, à Justiça e aos poderes Legislativo e Executivo, desde a reativação do Gabinete ,ainda em 2017.

Para o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, que também preside o Consórcio de Desenvolvimento Econômico e Socioambietal (Cidesa) Alto Teles Pires, a intenção é pensar a segurança pública de forma regional e integral.

“Vou trabalhar esta temática com os demais 14 prefeitos que integram o consórcio e também solicitar uma agenda com o governador Mauro Mendes, via Casa Civil, para destacar esta necessidade de reforçar nosso efetivo”, afirmou o gestor.

Ari antecipou ainda que a próxima reunião do GGI deve versar sobre a questão das pessoas em situação de rua em Sorriso. “Precisamos, juntos, Município, Judiciário, Ministério Público, forças de segurança, representantes de conselhos, enfim, todo este coletivo que se reúne para discutir o bem da sociedade, olhar este tema com profundidade, buscando soluções efetivas para esta situação”.