Hora Certa
Polícia investiga empresa após cliente ter o couro cabeludo queimado em procedimento
Fonte: odia.ig
20 de Setembro de 2022 as 09:33
Polícia investiga empresa após cliente ter o couro cabeludo queimado em procedimento
ILUSTRATIVA

A Polícia Civil está investigando uma empresa de serviços capilares após uma cliente relatar que teve o couro cabeludo queimado ao realizar os tratamentos "Super Relaxante" e "BN Cor" (tintura nos cabelos), na última terça-feira (13). Alba Valleria Campos de Oliveira também teve corte químico e inchaço nos olhos. O caso foi registrado na 24ª DP (Piedade).

Em depoimento, Alba afirmou que na quarta-feira (14), um dia após realizar os procedimentos no Instituto Beleza Natural, começaram a aparecer pequenas bolinhas no couro cabeludo e, no dia seguinte, inchaços com vazamentos de pus em determinados locais, como os olhos. A vítima procurou atendimento médico na UPA do Engenho de Dentro, onde foi medicada e liberada. Na sexta-feira (16), ao acordar e não conseguir mais abrir os olhos, foi levada ao Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier.

Em conversa com o DIA, Fernanda Oliveira, filha de Alba, contou que entrou em contato com a empresa mas, até o momento, não recebeu auxílio. "Hoje a minha mãe só chora, não consegue se olhar no espelho e fica com medo do rosto não voltar ao normal", relatou. 

Ainda de acordo com Fernanda, na tarde desta segunda-feira (19), Alba realizou o exame de Corpo de Delito, no Instituto Médico Legal (IML), onde foi constatado que teve lesão. Ela informou ainda que Alba é cuidadora de uma idosa e desde o ocorrido, não está conseguindo trabalhar. 

Segundo a Polícia Civil, diligências estão em andamento para esclarecer todos os fatos. Procurado, o Instituto Beleza Natural não respondeu aos questionamentos até o fechamento desta matéria. O espaço está aberto para manifestação.