Hora Certa
Sorriso: PC prende suspeitos de estupro coletivo a jovem no "Poção"; Ele tentaram jogar vítima no rio
Fonte: Gazeta Digital
20 de Setembro de 2022 as 09:10
Sorriso: PC prende suspeitos de estupro coletivo a jovem no
ILUSTRATIVA

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia de Sorriso, cumpriu, nesta segunda-feira (19), mandados de prisão preventiva contra dois investigados pelo crime de estupro majorado contra uma mulher.

Leia aqui

Os homens, de 32 e 25 anos, são investigados pelo crime, ocorrido na madrugada de 09 de setembro deste ano, contra uma vítima de 21 anos. A jovem foi encontrada desorientada, e socorrida por populares, próxima ao Rio Lira. A Polícia Militar foi acionada e a vítima contou que estava em uma conveniência de Sorriso, quando, por volta das 4h30 da madrugada, foi abordada por três homens para beberem juntos em outro lugar.

A vítima entrou no veículo dos suspeitos e, no trajeto, viu que não era o caminho da residência dela. Eles a levaram para uma área de mata, perto do rio. Dois suspeitos a seguraram, enquanto um terceiro tirou suas roupas. Ela reagiu, se debatendo, mas foi ameaçada ser jogada no rio. Foi arrastada, mas conseguiu se soltar e correr em direção ao asfalto. Populares surgiram no local, após a vítima gritar por socorro, e os criminosos fugiram. Em seguida, a jovem foi encaminhada para atendimento médico, ficando hospitalizada por três dias.

Diligências e identificação

A equipe do Núcleo de Atendimento à Mulher, da Delegacia de Sorriso, fez várias diligências para identificar o veículo e os suspeitos. Imagens de um circuito de câmeras mostraram o trio abordando a vítima no bar e depois saindo com ela em direção a um Fiat Uno.

Identificado o veículo, a Polícia Civil apurou que dois suspeitos do crime trabalhavam em uma empresa da cidade. Eles usaram o veículo da empresa sem autorização do proprietário, que somente deu falta do carro após os dois não comparecerem ao trabalho no dia seguinte ao crime.

A Polícia Civil apurou ainda que os suspeitos pediram para sair da empresa e um deles disse que iria embora da cidade.

Com base nos elementos coletados na investigação e na identificação de dois suspeitos, a delegada Jéssica Cristina de Assis representou ao juízo da 2ª Vara Criminal de Sorriso pela prisão preventiva da dupla.

“O estupro é um ato de violência, quando o autor busca a satisfação da lascívia por meio de conjunção carnal ou atos diversos, com o intuito de subjugar, humilhar, submeter a vítima à força. A prisão preventiva se mostra necessária, uma vez que os agressores sinalizaram que pretendiam se evadir do distrito da culpa, tendo, inclusive, já solicitado a rescisão do contrato de trabalho”, explicou a delegada.

Após o cumprimento dos mandados, os dois foram encaminhados ao Centro de Ressocialização de Sorriso, onde ficarão à disposição da Justiça. A Delegacia de Sorriso continua com diligências para identificar o terceiro suspeito envolvido no crime.