Hora Certa
Sorriso registrou mais de 1,2 mil acidentes de janeiro a agosto
Fonte: ASSESSORIA
21 de Setembro de 2022 as 12:15
 Sorriso registrou mais de 1,2 mil acidentes de janeiro a agosto
JKNOTÍCIAS

Lombadas eletrônicas estão entre as alternativas para reduzir estes índices

Em agosto, foram registrados 169 acidentes em Sorriso. Deste total, 77 foram com vítimas e os demais 92 resultaram somente em danos materiais. De janeiro até agosto, o mês com mais acidentes em 2022 foi junho, com o registro de 114 acidentes com vítimas e outros 89 somente com dados materiais, fechando a lamentável marca de 203 ocorrências.  Ao todo, nos 242 dias entre o intervalo de 1.º de janeiro a 31 de agosto, foram contabilizados 1.265 acidentes, sendo 641 com vítimas. Em média, 158 acidentes por mês; 5 por dia (5,2 bem exatamente).

Nos 365 dias de 2021, foram registrados 1.765 acidentes. A média mensal do ano passado foi de 147; cerca de 4 por dia (4,8 matematicamente falando).  Para frear estes índices, várias são as formas de atuação: manutenção da infraestrutura urbana em boas condições, reforço e ampliação da sinalização, operações para coibir o consumo de álcool por condutores, e disponibilização de novos métodos para reduzir a velocidade média dos veículos.

É Prefeitura, Guarda Municipal de Trânsito (GM), Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros, Detran, e mais uma série de instituições focadas em tornar o trânsito de Sorriso mais pacífico, menos violento, e, consequentemente, mais fluido. Fato é que, representantes destas instituições concordam que “pezinho mais leve no acelerador e condutor mais atento” são peças-chave para montar esse quebra-cabeça.

Trocando em miudinhos: se o condutor não fizer a parte dele (pedestre também, viu?), este resultado continua sendo somente um sonho distante. Em julho, lombadas eletrônicas foram instaladas pela Administração Municipal, via empresa licitada para esta finalidade, em pontos estratégicos da cidade. Atualmente, seis locais contam com os dispositivos que, além de aferir a velocidade dos veículos, também passarão a emitir, a partir de outubro, multas aos apressadinhos que desrespeitarem o limite de 40 km/h.

Nos últimos seis dias, se estivessem no modo “pode multar”, 864 multas teriam sido emitidas diariamente. O número é o mais alto desde o início do período de adaptação dos condutores sorrisenses à nova tecnologia.  A primeira semana começou com a média diária de 720 multas em potencial; depois, 608; e 684 na sequência. “Entendemos quem um sexto ponto entrou em funcionamento neste intervalo de tempo, mas é lamentável uma alta tão significativa”, destaca o coordenador da Guarda Municipal de Trânsito (GM), Márcio Pires.

Será que está havendo algum equívoco na hora de passar nas lombadas? Pois bem, o GM explica que a velocidade deve se manter na média informada nas placas em toda a via. Ou seja, adianta nada chegar e reduzir a velocidade embaixo da lombada. “O sensor que mede a velocidade do veículo está instalado próximo à placa de sinalização, então, quando a velocidade aparece no visor, ela já foi registrada”, detalha.

E qual o valor da multa?

Dirigir em velocidade até 20% acima do limite da via é considerada uma infração média, com multa de R$ 130,16 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Já quando o porcentual varia entre 20% e 50% acima do limite da via, a infração é classificada como grave, com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na CNH. Dirigir em velocidade 50% acima do limite da via é classificado como infração gravíssima. Em casos assim, a multa é multiplicada por três e resulta no valor de R$ 880,41, com suspensão da CNH.

Onde as lombadas estão instaladas?

As lombadas eletrônicas foram instaladas nos seguintes locais: na Avenida Los Angeles, na Avenida Tancredo Neves, na Avenida Brasil, na Avenida Perimetral Sudoeste, na Avenida Blumenau, e na Avenida Claudino Francio, na região do Residencial Topázio.