DestaquePolícia

“Juiz do CV” morre e foguetório é realizado em Sorriso e em outras cidades do MT e do Brasil

O foguetório ouvido na noite desta terça-feira (24/10) em Sorriro e várias outras cidades de Mato Grosso e do Brasil teriam sido orquestrados por integrantes da facção Comando Vermelho (CVMT) em homenagem ao criminoso Rudiney Rodrigues dos Santos, 40 anos, mais conhecido como “Pinguim”, que morreu nesta terça (24).

𝐀𝐧𝐭𝐞𝐬 𝐝𝐞 𝐝𝐞𝐢𝐱𝐚𝐫 𝐬𝐮𝐚 𝐎𝐏𝐈𝐍𝐈𝐀̃𝐎 𝐨𝐮 𝐂𝐑𝐈́𝐓𝐈𝐂𝐀, 𝐟𝐚𝐜̧𝐚 𝐬𝐞𝐮 𝐏𝐈𝐗, 𝐜𝐨𝐦 𝐨 𝐯𝐚𝐥𝐨𝐫 𝐪𝐮𝐞 𝐩𝐮𝐝𝐞𝐫, 𝐞 𝐚𝐩𝐨𝐢𝐞 𝐨 𝐉𝐊𝐍𝐎𝐓𝐈𝐂𝐈𝐀𝐒.𝐂𝐎𝐌 𝐚 𝐜𝐨𝐧𝐭𝐢𝐧𝐮𝐚𝐫 𝐭𝐞 𝐝𝐞𝐢𝐱𝐚𝐧𝐝𝐨 𝐢𝐧𝐟𝐨𝐫𝐦𝐚𝐝𝐨. 𝐅𝐚𝐜̧𝐚 𝐮𝐦𝐚 𝐃𝐨𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐩𝐞𝐥𝐚 𝐂𝐇𝐀𝐕𝐄 𝐏𝐈𝐗: 𝟐𝟖.𝟏𝟓𝟏.𝟐𝟗𝟕/𝟎𝟎𝟎𝟏-𝟎𝟓 𝐑𝐀𝐙𝐀̃𝐎 𝐒𝐎𝐂𝐈𝐀𝐋: 𝐌𝐈𝐃𝐀𝐒 𝐏𝐔𝐁𝐋𝐈𝐂𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄 𝐄 𝐌𝐀𝐑𝐊𝐄𝐓𝐈𝐍𝐆

Vídeos foram compartilhados nas redes sociais. O volume de fogos chamou atenção e assustou moradores, crianças e até animais devido a intensidade do barulho e a demora.

“juiz” da facção, o conselheiro final. Ele morreu na manhã de hoje, no Pronto
Socorro Municipal de Várzea Grande. Ele estava preso na Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, conhecida como Mata Grande, em Rondonópolis, mas fugiu na última sexta-feira (20/10).

De acordo com as informações da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), Pinguim teria fraturado as costelas ao pular o muro da unidade. A princípio, ele procurou atendimento em uma unidade de saúde ainda em Rondonópolis, mas fugiu do local. No PSVG, ele não resistiu e morreu.

Após a morte, os criminosos que pertencem ao grupo criminoso começaram a fazer diversas homenagens a Pinguim por meio das redes sociais. Em um vídeo, é possível ver o criminoso segurança uma arma de grosso calibre.

Além disso, os membros do grupo criminoso decidiram que às 21 horas iria realizar foguetórios nos principais bairros de Cuiabá e Várzea e nas grandes cidades do interior. Em um dos locais, moradores relataram que houve tiros.

“E por essa grande perda em nossa família, o nosso vise previdente, nos informa através deste a todos da região sul, norte, leste, oeste de MT que as 21: 00 de hoje simultaneamente que todos façam um minuto de silêncio e uma queima de fogos em todo cidade MT e quebradas aqui na capital, por respeito e memória do nosso nobre irmão Rudiney vulgo motoqueiro e que Deus coloque ele em um bom lugar assim seja”, diz trecho de uma mensagem que foi disparada nas redes sociais e que está sendo atribuída aos integrantes do grupo criminoso.

Composta pelas polícias Federal. Rodoviária Federal, Civil e Militar, uma força-tarefa policial descobriu que Rudiney estava morando no Rio de Janeiro e se deslocando para Mato Grosso em um Honda Civic prata.

Em Mato Grosso, ele era responsável por avaliar fatos, analisar reivindicações e averiguar algum desentendimento entre os “irmãos”. Segundo as investigações, ele era quem mantinha a ordem e disciplina entre os faccionados na Penitenciária Central do Estado (PCE). No Rio de Janeiro, ele fazia entregas de armamentos na favelas.

A força-tarefa levantou também que, além de controlar o envio de armas e drogas para abastecer facções cariocas, Pinguim teria sido convocado para atuar no controle do tráfico de drogas na fronteira do Brasil com Bolívia, tendo em vista a notícia de que facções paulistas, como o PCC, estariam tentando atuar na região.

O que diz a Sesp
Procurada, a Secretaria de Segurança Pública ainda não retornou aos nossos contatos.

RDNEWS

Faça sua denúncia, envie através de nosso WhatsApp, Fotos, Vídeos. Seus dados pessoais estarão protegidos, nos termos da Lei 13.460/2017. +55 66 99982-8122.

Postagens Relacionadas