DestaqueJustiça

MT: Governo passa a monitorar desmatamento em Nova Ubiratã e outras 21 cidades

Foi publicado no Diário Oficial da União, revelou uma relação de 22 cidades mato-grossenses consideradas prioritárias em ações de combate ao desmatamento na região da Amazônia.

𝐀𝐧𝐭𝐞𝐬 𝐝𝐞 𝐝𝐞𝐢𝐱𝐚𝐫 𝐬𝐮𝐚 𝐎𝐏𝐈𝐍𝐈𝐀̃𝐎 𝐨𝐮 𝐂𝐑𝐈́𝐓𝐈𝐂𝐀, 𝐟𝐚𝐜̧𝐚 𝐬𝐞𝐮 𝐏𝐈𝐗, 𝐜𝐨𝐦 𝐨 𝐯𝐚𝐥𝐨𝐫 𝐪𝐮𝐞 𝐩𝐮𝐝𝐞𝐫, 𝐞 𝐚𝐩𝐨𝐢𝐞 𝐨 𝐉𝐊𝐍𝐎𝐓𝐈𝐂𝐈𝐀𝐒.𝐂𝐎𝐌 𝐚 𝐜𝐨𝐧𝐭𝐢𝐧𝐮𝐚𝐫 𝐭𝐞 𝐝𝐞𝐢𝐱𝐚𝐧𝐝𝐨 𝐢𝐧𝐟𝐨𝐫𝐦𝐚𝐝𝐨. 𝐅𝐚𝐜̧𝐚 𝐮𝐦𝐚 𝐃𝐨𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐩𝐞𝐥𝐚 𝐂𝐇𝐀𝐕𝐄 𝐏𝐈𝐗: 𝟐𝟖.𝟏𝟓𝟏.𝟐𝟗𝟕/𝟎𝟎𝟎𝟏-𝟎𝟓 𝐑𝐀𝐙𝐀̃𝐎 𝐒𝐎𝐂𝐈𝐀𝐋: 𝐌𝐈𝐃𝐀𝐒 𝐏𝐔𝐁𝐋𝐈𝐂𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄 𝐄 𝐌𝐀𝐑𝐊𝐄𝐓𝐈𝐍𝐆

Esta lista, que contempla 70 municípios ao todo, destaca Mato Grosso como o Estado com a segunda maior quantidade de áreas prioritárias, superado apenas pelo Pará, que possui 26.

A lista também inclui municípios de outros estados, como Acre (5), Amazonas (9), Rondônia (6) e Roraima (2).

Essa relação é atualizada periodicamente para refletir sobre as mudanças na priorização de municípios dentro do Bioma Amazônia para a prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento.

Veja a lista dos 22 municípios de Mato Grosso que estão sendo monitorados a partir de agora nas ações de controle do desmatamento florestal:

Apiacás, Aripuanã, Bom Jesus do Araguaia, Cláudia, Colniza, Comodoro, Cotriguaçu, Feliz Natal, Gaúcha do Norte, Juara, Juína, Marcelândia, Nova Bandeirantes, Nova Maringá, Nova Ubiratã, Paranaíta, Paranatinga, Peixoto de Azevedo, Querência, Rondolândia, São José do Xingú e União do Sul

Outros 09 municípios de Mato Grosso já estavam sob vigilância:

Alta Floresta, Alto Boa Vista, Brasnorte, Confresa, Porto dos Gaúchos, Santa Carmem, São Félix do Araguaia, Tapurah e Vila Rica.

De acordo com a portaria nº 161, datada de 15 de abril de 2020, os municípios são incluídos nessas listas seguindo critérios específicos.

Eles precisam ter registrado, no ano de 2019, um desmatamento de florestas que atinja ou ultrapasse 80 km², além de uma área total desmatada nos últimos três anos que seja igual ou superior a 160 km². Outro fator considerado é o aumento da taxa de desmatamento em pelo menos três dos últimos cinco anos.

Esses critérios visam reforçar as estratégias de luta contra o desmatamento e estimular a conservação do ecossistema amazônico.

Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Faça sua denúncia, envie através de nosso WhatsApp, Fotos, Vídeos. Seus dados pessoais estarão protegidos, nos termos da Lei 13.460/2017. +55 66 99982-8122.

Postagens Relacionadas