• RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • DestaqueJustiçaPolíciaSaúde

    Sorriso: Família de mulheres assassinadas está fazendo terapia; “Quando param pra pensar, desabam”, diz advogado

    O advogado Conrado Pavelski Neto, que representa a família de Cleci Calvi Cardoso, 46 anos, que foi assassinada e estuprada junto com as filhas, na noite de sexta-feira (24), em Sorriso , afirmou ao RepórterMT que o restante da família está “em estado de choque” após saber detalhes sobre as mortes das vítimas, na segunda-feira (27/11).

    𝐀𝐧𝐭𝐞𝐬 𝐝𝐞 𝐝𝐞𝐢𝐱𝐚𝐫 𝐬𝐮𝐚 𝐎𝐏𝐈𝐍𝐈𝐀̃𝐎 𝐨𝐮 𝐂𝐑𝐈́𝐓𝐈𝐂𝐀, 𝐟𝐚𝐜̧𝐚 𝐬𝐞𝐮 𝐏𝐈𝐗, 𝐜𝐨𝐦 𝐨 𝐯𝐚𝐥𝐨𝐫 𝐪𝐮𝐞 𝐩𝐮𝐝𝐞𝐫, 𝐞 𝐚𝐩𝐨𝐢𝐞 𝐨 𝐉𝐊𝐍𝐎𝐓𝐈𝐂𝐈𝐀𝐒.𝐂𝐎𝐌 𝐚 𝐜𝐨𝐧𝐭𝐢𝐧𝐮𝐚𝐫 𝐭𝐞 𝐝𝐞𝐢𝐱𝐚𝐧𝐝𝐨 𝐢𝐧𝐟𝐨𝐫𝐦𝐚𝐝𝐨. 𝐅𝐚𝐜̧𝐚 𝐮𝐦𝐚 𝐃𝐨𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐩𝐞𝐥𝐚 𝐂𝐇𝐀𝐕𝐄 𝐏𝐈𝐗: 𝟐𝟖.𝟏𝟓𝟏.𝟐𝟗𝟕/𝟎𝟎𝟎𝟏-𝟎𝟓 𝐑𝐀𝐙𝐀̃𝐎 𝐒𝐎𝐂𝐈𝐀𝐋: 𝐌𝐈𝐃𝐀𝐒 𝐏𝐔𝐁𝐋𝐈𝐂𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄 𝐄 𝐌𝐀𝐑𝐊𝐄𝐓𝐈𝐍𝐆

    O autor do crime brutal, Gilberto Rodrigues dos Anjos, 32 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Civil horas após a descoberta dos corpos.

    Ele confessou que matou e estuprou Cleci, e suas filhas Miliani Calvi Cardoso, 19 anos; Manuela Calvi Cardoso, 13; Melissa Calvi Cardoso, 10 anos. A menina mais nova é a única que não foi estuprada. Ela foi morta por asfixia.

    “A família, como é esperado para um caso desse, um caso sem precedentes, está muito abalada ainda, todo mundo muito em estado de choque. Está muito recente ainda. Uma sobrinha das vítimas conversou com a gente, está tentando levar a vida, trabalhar, ocupar a cabeça. Mas ela está em estado de choque, com o emocional muito abalado, então, quando para um pouco para pensar, desaba”, afirmou o advogado ao RepórterMT.

    Além do marido de Cleci e pai das três meninas, Regivaldo Batista Cardoso, a mãe e duas irmãs da mulher estão fazendo tratamento psicológico.
    “A gente conseguiu também psicólogas, que estão atendendo a família. Hoje o pai já foi atendido. Estão prestando auxílio para outros familiares, também tem uma irmã da Cleci, que estava bem mal, foi atendida, a mãe da Cleci também, está tendo um suporte, uma atenção maior. A equipe aqui de todo o escritório está fazendo o possível para auxiliá-las ali, auxiliar a família e todas as pessoas ao redor”, explicou o advogado.Ainda segundo Pavelski, o escritório está prestando todo suporte desde o início. “Desde o velório, as certidões, desde todo o trâmite, estamos auxiliando.

    A gente não está divulgando porque não é a intenção, mas, estamos prestando todo o auxílio sim, porque realmente a família sozinha precisa ser acolhida”, reitera.

    A família de Cleci é da região Sul do Brasil, mas já mora em Sorriso há algum tempo. Regivaldo Batista Cardoso, marido de Cleci e pai das meninas, estava viajando para ver os pais no Paraná quando soube do ocorrido.

    Como já divulgado, Regivaldo não conseguia fazer contato com a esposa e as filhas desde a noite de sábado (25) e mandou áudio desesperado para um amigo, pedindo que passasse pela residência para ver se estava tudo bem. Assim que ficou sabendo das mortes, voltou para Mato Grosso e parte de sua família veio junto.“Ele [Regivaldo] é evangélico e muito praticante, então ele tem a cabeça muito boa, o raciocínio é muito alinhado, ele consegue compreender os fatos, mas assim, aquele estado de choque ainda, aquele estado que de repente não tem como expressar. É uma coisa que ninguém de nós, qualquer outra pessoa, a não ser ele, consegue sentir. Então está bem, de repente, confuso o sentimento. É muito triste, ele tenta fazer algumas coisas, mas não tem condições nenhuma. Até hoje a gente conversou com ele, mas, enfim, ele tá rezando bastante, ele tem orado bastante, tem pedido muito a Deus para dar forças para ele, e tendo apoio da família, ele tá bem apoiado ali, todo mundo também”, salienta o advogado.

    Ainda conforme Pavelski, o clima também está difícil para os funcionários do escritório. “Até para a gente que está muito pesado, para a equipe aqui do escritório que tem contato direto, está muito pesado, muito pesado mesmo”, declara.

    O crime

    As vítimas foram mortas na sexta-feira (24), entretanto os corpos só foram localizados na segunda-feira (27), mesmo dia em que Gilberto foi detido. O bandido trabalhava em uma obra ao lado da casa das vítimas.

    Na noite de sexta, ele invadiu o imóvel pulando a janela do banheiro e cometeu os crimes. Em seguida, voltou para a obra, retirou as roupas sujas de sangue e guardou em um contêiner.Na segunda-feira, quando a polícia chegou no local, ele agia normalmente, como se fosse apenas mais um popular “curioso” sobre o crime, assistindo a cena com os colegas de trabalho. Quando a polícia realizou diligências na obra, ele apresentou apenas a cópia da identidade como documento. 

    Durante checagem dos dados pessoais, a equipe policial apurou que contra ele havia dois mandados de prisão em aberto, um pela Comarca de Lucas do Rio Verde por crime sexual, e outro pela Comarca de Mineiros, em Goiás, pelo crime de latrocínio.Questionado, ele ficou nervoso e alegou que não ter ouvido qualquer barulho na casa das vítimas durante o final de semana.Na casa, a perícia da Politec encontrou marcas de chinelo no piso manchado com sangue.

    Ao vistoriar os pertences do criminoso, os agentes encontraram um chinelo com as mesmas características das marcas no piso da residência da família e foi confirmado se tratar do mesmo calçado marcado no piso.

    Após ser questionado novamente, o assassino confessou ter cometido os quatro homicídios.

    Em confissão à polícia, ele deu detalhes do crime. Ele contou que estuprou três das vítimas enquanto elas ainda agonizavam, após serem esfaqueadas por ele.

    REPÓRTER MT COM JKNOTICIAS

    Faça sua denúncia, envie através de nosso WhatsApp, Fotos, Vídeos. Seus dados pessoais estarão protegidos, nos termos da Lei 13.460/2017. +55 66 99982-8122.

    Postagens Relacionadas

  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO