• RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • DestaquePolícia

    Sinop: Mãe que colou boca de bebê com fita morre em hospital após ser espancada e abandonada na BR-163

    A jovem Antônia Araújo Nunes, de 20 anos, morreu em decorrência de complicações após ser espancada, em Sinop. O caso foi registrado neste domingo (3). Não há informações sobre a autoria do espancamento que resultou na morte da vítima no Hospital Regional de Sinop.

    𝐀𝐧𝐭𝐞𝐬 𝐝𝐞 𝐝𝐞𝐢𝐱𝐚𝐫 𝐬𝐮𝐚 𝐎𝐏𝐈𝐍𝐈𝐀̃𝐎 𝐨𝐮 𝐂𝐑𝐈́𝐓𝐈𝐂𝐀, 𝐟𝐚𝐜̧𝐚 𝐬𝐞𝐮 𝐏𝐈𝐗, 𝐜𝐨𝐦 𝐨 𝐯𝐚𝐥𝐨𝐫 𝐪𝐮𝐞 𝐩𝐮𝐝𝐞𝐫, 𝐞 𝐚𝐩𝐨𝐢𝐞 𝐨 𝐉𝐊𝐍𝐎𝐓𝐈𝐂𝐈𝐀𝐒.𝐂𝐎𝐌 𝐚 𝐜𝐨𝐧𝐭𝐢𝐧𝐮𝐚𝐫 𝐭𝐞 𝐝𝐞𝐢𝐱𝐚𝐧𝐝𝐨 𝐢𝐧𝐟𝐨𝐫𝐦𝐚𝐝𝐨. 𝐅𝐚𝐜̧𝐚 𝐮𝐦𝐚 𝐃𝐨𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐩𝐞𝐥𝐚 𝐂𝐇𝐀𝐕𝐄 𝐏𝐈𝐗: 𝟐𝟖.𝟏𝟓𝟏.𝟐𝟗𝟕/𝟎𝟎𝟎𝟏-𝟎𝟓 𝐑𝐀𝐙𝐀̃𝐎 𝐒𝐎𝐂𝐈𝐀𝐋: 𝐌𝐈𝐃𝐀𝐒 𝐏𝐔𝐁𝐋𝐈𝐂𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄 𝐄 𝐌𝐀𝐑𝐊𝐄𝐓𝐈𝐍𝐆

    A mulher era investigada por maus-tratos, desde de 2022, depois de ter colado boca da filha, que na época tinha apenas seis meses, com uma fita adesiva.

    Segundo o registro da Polícia Civil, o pai da vítima recebeu uma ligação do telefone da sua filha, informando que ela foi encontrada caída no acostamento da BR-163, próximo à empresa Arroz Engenho. O Corpo de Bombeiros foi acionado e encaminhou Antônia para o Hospital Regional de Sinop com várias lesões pelo corpo. 

    Antônia era investigada por maus-tratos após ter colado a boca da própria filha, uma bebê de seis meses, com fita adesiva. O flagrante foi feito pelo pai da criança, em março de 2022 e as imagens viralizaram nas redes sociais e ganharam repercussão nacional.

    Em um vídeo gravado pelo pai, a bebê chora enquanto o homem retira a fita adesiva da boca dela. Na sequência, vai o cômodo onde a mãe da criança está e a questiona: “Você está doida? Pregar fita na boca da menina… Só pode estar doida, não tem juízo não?”

    À época, um boletim de ocorrência foi confeccionado e a Polícia Civil e o Conselho Tutelar passaram a acompanhar o caso.

    Aos investigadores da Polícia Civil, Antônia afirmou estar com depressão pós-parto. As circunstâncias da morte de Antônia serão investigadas pela PJC.

    Folha Max

    Faça sua denúncia, envie através de nosso WhatsApp, Fotos, Vídeos. Seus dados pessoais estarão protegidos, nos termos da Lei 13.460/2017. +55 66 99982-8122.

    Postagens Relacionadas

  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO