• RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • RAMALANTOTO
  • DestaqueEmprego/ConcursoJustiça

    MT: Justiça suspende concurso após banca negar entrega de gabaritos para candidatos

    A Justiça de Primavera do Leste, suspendeu o concurso público para procurador municipal após a banca avaliadora responsável pelo exame ter se recusado a entregar o gabarito aos candidatos, para corrigir as provas discursivas. A decisão é do juiz Eviner Valério e foi divulgada nessa segunda-feira (06.02).

    𝐀𝐧𝐭𝐞𝐬 𝐝𝐞 𝐝𝐞𝐢𝐱𝐚𝐫 𝐬𝐮𝐚 𝐎𝐏𝐈𝐍𝐈𝐀̃𝐎 𝐨𝐮 𝐂𝐑𝐈́𝐓𝐈𝐂𝐀, 𝐟𝐚𝐜̧𝐚 𝐬𝐞𝐮 𝐏𝐈𝐗, 𝐜𝐨𝐦 𝐨 𝐯𝐚𝐥𝐨𝐫 𝐪𝐮𝐞 𝐩𝐮𝐝𝐞𝐫, 𝐞 𝐚𝐩𝐨𝐢𝐞 𝐨 𝐉𝐊𝐍𝐎𝐓𝐈𝐂𝐈𝐀𝐒.𝐂𝐎𝐌 𝐚 𝐜𝐨𝐧𝐭𝐢𝐧𝐮𝐚𝐫 𝐭𝐞 𝐝𝐞𝐢𝐱𝐚𝐧𝐝𝐨 𝐢𝐧𝐟𝐨𝐫𝐦𝐚𝐝𝐨. 𝐅𝐚𝐜̧𝐚 𝐮𝐦𝐚 𝐃𝐨𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐩𝐞𝐥𝐚 𝐂𝐇𝐀𝐕𝐄 𝐏𝐈𝐗: 𝟐𝟖.𝟏𝟓𝟏.𝟐𝟗𝟕/𝟎𝟎𝟎𝟏-𝟎𝟓 𝐑𝐀𝐙𝐀̃𝐎 𝐒𝐎𝐂𝐈𝐀𝐋: 𝐌𝐈𝐃𝐀𝐒 𝐏𝐔𝐁𝐋𝐈𝐂𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄 𝐄 𝐌𝐀𝐑𝐊𝐄𝐓𝐈𝐍𝐆

    Em um comunicado, o secretário de administração da prefeitura de Primavera do Leste, Helio Schneider, informou que, como o concurso foi suspenso, o setor administrativo da cidade já entrou em contato com a banca organizadora solicitando uma providência conforme os requisitos recomendados pela Justiça.

    “Já comunicamos a empresa e ela está providenciando a resposta. Também pedimos para que eles tomem as providências para atenderem a decisão do Poder Judiciário. A Prefeitura está seguindo os trâmites do concurso”, pontuou.

    Além disso, o advogado responsável pelo processo contou ao g1 que o único a tirar 100 pontos na prova discursiva foi um candidato que já foi procurador-geral adjunto no município. Segundo ele, antes de ser o primeiro colocado, o candidato estava na 15° posição.

    “A organização do concurso não deu explicações aos candidatos e o porquê eles tiraram aquela nota na fase discursiva. Em tese, nenhuma resposta é de marcar ‘X’, então é uma fase mais subjetiva, por isso, a banca tem a obrigação de dizer explicitamente o que ela espera no candidato, o que não foi feito. Para a surpresa de todos, o único candidato que tirou 100 pontos foi o ex-procurador-geral adjunto do município que tava na 15ª posição e que foi o único a tirar 100 pontos na discursiva”, disse.

    O g1 tentou contato com a prefeitura a respeito da colocação do ex-funcionário público no concurso, mas não teve resposta até a publicação desta reportagem.

    Como o concurso foi suspenso, agora o advogado pede que a banca forneça o cartão-resposta com o valor da pontuação para cada critério, divulgue o espelho de correção das provas discursivas e devolva o prazo recursal para os candidatos dentro de 10 dias.

    G1MT

    Faça sua denúncia, envie através de nosso WhatsApp, Fotos, Vídeos. Seus dados pessoais estarão protegidos, nos termos da Lei 13.460/2017. +55 66 99982-8122.

    Postagens Relacionadas

  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO
  • PADANGTOTO